Chamados ao Arrependimento

João Barreto Jr.


INTRODUÇÃO

É comum alguém dizer: “Se eu pudesse voltar no tempo não teria feito tal coisa”. Porém, geralmente esse desabafo não vem acompanhado de um arrependimento genuíno, é na verdade reflexo de um remorso; ou seja, desejaríamos não ter feito “tal coisa” pelo resultado negativo que isso pode estar tendo em nossa vida hoje; não porque entendemos que erramos e nos arrependemos e desejamos nunca mais ter a mesma atitude. Na verdade o remorso não nos traz benefício algum, muito pelo contrário, nos traz mais prejuízos ainda; já o arrependimento nos leva a refletir e desejar, sinceramente, nunca mais cometer o mesmo erro. O arrependimento nos ajuda a crescer em nosso caráter.


O QUE É ARREPENDIMENTO?


Arrependimento é muito mais que remorso. Aliás, remorso é apenas um sentimento de culpa desprovido do desejo de mudar. Arrependimento é dar meia volta no caminho errado em que se está andando e voltar para começar a andar no caminho correto. É também mudança de mentalidade, de conceito, é assumir um novo estilo de vida comprometido com o que é correto e verdadeiro, é sair do engano.


DEUS NOS CHAMA AO ARREPENDIMENTO


Gênesis 3:9 a 13 - “E chamou o SENHOR Deus a Adão, e disse-lhe: Onde estás? E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me. E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses? Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi. E disse o SENHOR Deus à mulher: Por que fizeste isto? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi”. Este texto relata o encontro de Deus com o homem e a mulher após eles terem pecado, errado o alvo, desobedecido e tomado um caminho contrário àquele que Deus lhes havia proposto. Percebemos neste texto que não há da parte deles uma atitude de arrependimento, mas apenas desculpas que de nada valem para Deus. Deus não deseja ouvir as nossas desculpas, mas Ele espera encontrar em nós um verdadeiro arrependimento. Eu entendo que, quando Deus buscou a Adão e Eva, Ele não os buscou para censurá-los e condená-los, mas procurou-os para oferecer-lhes arrependimento. Deus não é acusador, mas justificador.


Gênesis 4:3 a 7 - “E aconteceu ao cabo de dias que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao SENHOR. E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura; e atentou o SENHOR para Abel e para a sua oferta, mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante. E o SENHOR disse a Caim: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante? Se bem fizeres, não é certo que serás aceito? E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar”. Aqui, Deus vem ao encontro de Caim para alertar-lhe a respeito dos sentimentos que estavam agasalhados em seu coração e pensamentos que estavam povoando sua mente. Caim estava sendo alertado das conseqüências desagradáveis que isso poderia causar, dando a ele a oportunidade de dominar aquele impulso e não se deixar dominar pelo pecado.


Gênesis 4:8 a 10 - “E falou Caim com o seu irmão Abel; e sucedeu que, estando eles no campo, se levantou Caim contra o seu irmão Abel, e o matou. E disse o SENHOR a Caim: Onde está Abel, teu irmão? E ele disse: Não sei; sou eu guardador do meu irmão? E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra”. Caim não deu ouvidos à voz de Deus e pecou, então o Senhor vem até ele novamente e pergunta-lhe sobre seu irmão Abel. Penso que Deus fez tal pergunta a Caim esperando que Ele caísse em si e confessasse o seu pecado, mas mais uma vez vemos a ausência do arrependimento. Caim procura esquivar-se da responsabilidade do seu ato, porém nada é oculto para Deus.


João 13:36 a 38 - “Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, para onde vais? Jesus lhe respondeu: Para onde eu vou não podes agora seguir-me, mas depois me seguirás. Disse-lhe Pedro: Por que não posso seguir-te agora? Por ti darei a minha vida. Respondeu-lhe Jesus: Tu darás a tua vida por mim? Na verdade, na verdade te digo que não cantará o galo enquanto não me tiveres negado três vezes”. Aqui vemos Jesus alertando a Pedro acerca de uma atitude que ele teria, atitude essa que o esmagaria emocionalmente, pois ele mesmo, Pedro, não imaginava que poderia ter tal atitude. Traído por Judas, Jesus é preso para ser entregue a morte.


Mateus 26:69 a 75 - “Ora, Pedro estava assentado fora, no pátio; e, aproximando-se dele uma criada, disse: Tu também estavas com Jesus, o Galileu, mas ele negou diante de todos, dizendo: Não sei o que dizes. E, saindo para o vestíbulo, outra criada o viu, e disse aos que ali estavam: Este também estava com Jesus, o Nazareno. E ele negou outra vez com juramento: Não conheço tal homem. E, daí a pouco, aproximando-se os que ali estavam, disseram a Pedro: Verdadeiramente também tu és deles, pois a tua fala te denuncia. Então começou ele a praguejar e a jurar, dizendo: Não conheço esse homem. E imediatamente o galo cantou. E lembrou-se Pedro das palavras de Jesus, que lhe dissera: Antes que o galo cante, três vezes me negarás. E, saindo dali, chorou amargamente”. Eu entendo que aqui começa o remorso de Pedro por sua atitude com Jesus. É comum encontrarmos pessoas que um dia caminharam com Jesus, mas que em determinada altura da caminhada o abandonaram e hoje se sentem frustradas. É preciso deixar essa atitude. Vejamos o que Jesus nos diz a esse respeito: Apocalipse 2:5 - “Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras”. Foi justamente esta atitude que Jesus teve com Pedro e que o levou ao arrependimento.


João 21:15 a 17 - “E, depois de terem jantado, disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de Jonas, amas-me mais do que estes? E ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeiros. Tornou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Disse-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas. Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? E disse-lhe: SENHOR, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo. Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas”. Perceba que em nenhum momento Jesus censura a Pedro, mas chama-o ao arrependimento. Pedro entendeu e rendeu-se ao convite de Jesus. Jesus te convida ao arrependimento.


Lucas 5:32 - “Eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores, ao arrependimento”. Quando achamos que não temos nada do que nos arrepender, que somos os mais “certinhos” Deus não pode manifestar em nós o arrependimento.


Romanos 2:4 - “Ou desprezas tu as riquezas da sua benignidade, e paciência e longanimidade, ignorando que a benignidade de Deus te leva ao arrependimento?” Não podemos ignorar isso, porém o arrependimento é seguido de confissão.


I João 1:8 e 9 - “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça”.


CONCLUSÃO


Qual é a sua atitude? Assim, como no princípio, Adão e Eva se afastaram de Deus e consequentemente toda a humanidade herdou esta condição é necessário nos arrependermos, ou seja, sair do caminho que estamos e trilhar por um novo e vivo caminho.


O Senhor Jesus mesmo declarou que Ele é o caminho, a verdade e a vida. Portanto este é o primeiro aspecto, crer e receber Jesus.


Você deixou Jesus durante a caminhada? Arrependa-se e volte hoje mesmo para Jesus.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo