Confessando a Palavra


“Meu filho, escute as minhas palavras; preste atenção aos meus ensinamentos. Não deixe que eles se afastem dos seus olhos; guarde-os no mais íntimo do seu coração. Porque são vida para quem os encontra e saúde para todo o seu corpo” - Provérbios 4:20 a 22.


Esse texto fala da eficácia da Palavra de Deus, mas essa eficácia ela é ativada mediante a fé.


“De tudo o que se deve guardar, guarde bem o seu coração, porque dele procedem as fontes da vida” - Provérbios 4:23.

Por que na sequência do texto há a orientação que guardar o nosso coração deve ser nossa prioridade? Porque é com o coração que cremos e devemos guardar o nosso coração de tudo aquilo que possa comprometer o nosso crer.


“Porém, o que se diz? "A palavra está perto de você, na sua boca e no seu coração", isto é, a palavra da fé que pregamos. Se com a boca você confessar Jesus como Senhor e em seu coração crer que Deus o ressuscitou dentre os mortos, você será salvo. Porque com o coração se crê para a justiça e com a boca se confessa para a salvação” - Romanos 10:8 a 10.

Jesus veio ao mundo para desfazer as obras de satanás, salvar e dar vida abundante a todos, uma vida livre de todo o mal.


Ela nos revela que Jesus é o Verbo, que se fez carne, fez-se homem e habitou entre nós para nos dar plena salvação com o seu sacrifício na cruz, conquistando uma nova vida e a certeza da eternidade junto ao Pai.


A Palavra de Deus é o maior poder que existe no universo, por ela tudo que existe veio a existir. Ela nos revela todas as riquezas que a graça conquistou para nós.


Então, ao invés que ficarmos confessando problemas, tristezas, fracassos, decepções e todo tipo de negatividade, vamos, no nosso dia a dia, fazer confissões vitoriosas da Palavra de Deus.


Confesso que:

1. Quando Cristo morreu, eu morri. Estou crucificado com Cristo e não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim, pois eu sei que a velha natureza foi crucificada para que eu não seja mais escravo do pecado e por isso eu já fui justificado do pecado, pois, por meio da lei eu morri para a lei, a fim de viver para Deus (ref. Romanos 6: 6 e 7; Gálatas 2:19 e 20).
2. Quando Cristo ressuscitou, eu ressuscitei com Ele para ser uma nova criatura, sendo assim eu recebi vida juntamente com Cristo porque pela graça fui salvo e o Pai me assentou nos lugares celestiais juntamente com Cristo (ref. Efésios 2:5 e 6).
3. Quando Cristo morreu na cruz todos os meus pecados foram perdoados em todos os dias da minha vida, por isso eu não aceito qualquer condenação ou culpa, porque Jesus foi transpassado por causa das minhas transgressões, foi esmagado por causa das minhas iniquidades, e o castigo que me trouxe a paz estava sobre Ele, e pelas suas feridas eu fui curado. Em Jesus tenho a redenção por meio do seu sangue e o perdão de todos os pecados por causa da riqueza da graça de Deus (ref. Isaias 53:5; Efésios 1:7).
4. Quando Cristo foi crucificado, Ele levou as minhas dores e enfermidades, por isso rejeito toda enfermidade, doença o dor na minha alma e no meu corpo (ref. Isaías 53: 4 e 5; Salmo 103:3 a 5).
5. Terei prosperidade financeira, por isso rejeito pobreza, miséria, falta de provisão, dívidas e desemprego. Confesso que eu e minha família desfrutaremos de toda provisão perfeita de Deus de uma forma digna e abundante, semeando com abundância e generosidade no Reino de Deus (ref. Ageu 2:7 a 9).

Amém!

53 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo