Nosso Socorro Vem de Deus

João Barreto Jr.


SALMO 121:1 e 2 – “LEVANTAREI os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro. O meu socorro vem do SENHOR que fez o céu e a terra”.


INTRODUÇÃO

Podemos olhar este Salmo, mais especificamente os dois primeiros versos de, pelo menos, três óticas diferentes.


A primeira considerando que ao erguer os olhos para os montes inevitavelmente o que se destaca não é o monte, mas o céu que em sua amplidão se destaca como fundo, o céu que de imediato nos lembra a morada do Altíssimo, de onde vem o nosso socorro.


A segunda é considerando que era nos lugares altos, nos montes, que se erguiam altares para deuses estranhos, e olhando para estes montes o salmista conclui que o seu socorro não está nestes deuses, mas no único e verdadeiro Deus que criou o céu e a terra.


A terceira é considerando "montes" de uma forma figurativa, como sendo situações adversas, lutas, problemas que se levantam contra nós como montes intransponíveis.

Não importa qual ótica enfoquemos, a conclusão é uma só: em qualquer uma das abordagens o nosso socorro vem de Deus.


Quero enfocar o terceiro aspecto; "montes" como sendo situações que se levantam contra nós.


1 - FICAMOS ANGUSTIADOS - Salmos 46:1 – “DEUS é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia”.

É inegável que quando estes montes se levantam contra nós eles nos deixam angustiados, porém a palavra aqui está declarando que Deus se apresenta como nosso socorro.


2 - DEUS OUVE O NOSSO CLAMOR - Salmos 18:6 - "Na angústia invoquei ao SENHOR, e clamei ao meu Deus; desde o seu templo ouviu a minha voz, aos seus ouvidos chegou o meu clamor perante a sua face”.


O problema não é ficar angustiado, o problema é não recorrer ao socorro de Deus nestes momentos.


As situações se levantam contra nós, muitas vezes, como montes intransponíveis e ao invés de clamarmos pelo socorro de Deus preferimos "jogar a toalha", desistimos e nos entregamos à circunstância.


Temos na Bíblia o exemplo do cego de Jericó, que ao saber que Jesus passava por ali clamou por socorro, e quanto procuraram demovê-lo do seu propósito parecia que com mais intensidade ele clamava a Jesus. O resultado foi que ele foi ouvido por Jesus e alcançou a vitória que buscava.


Este verso declara que Deus ouve o nosso clamor, então clame a Ele.


3 - DEUS VEM EM NOSSO SOCORRO - Cânticos 2:8 - "Esta é a voz do meu amado; ei-lo aí, que já vem saltando sobre os montes, pulando sobre os outeiros”.


O que acontece quando não "entregamos os pontos" e clamamos a Deus por socorro?

Este verso diz que Ele vem saltando sobre os "montes". Se os montes que se levantam contra nossa vida são, para nós, intransponíveis, para o nosso amado eles não o são.


Não importa qual seja o monte, ou quem sabe a situação ficou tão complicada que até parece uma cadeia de montanhas, mas o Senhor vem saltando sobre cada uma delas em auxílio ao nosso pedido de socorro. Nada, absolutamente nada é obstáculo para Deus e nada, absolutamente nada poderá nos separar do seu amor.


4 - O QUE DEUS FAZ COM OS NOSSOS "MONTES"?


Jó 9:5 diz que Deus remove os "montes", ou seja, Deus nos socorre removendo aquilo que nos transtornava e Ele o faz com furor, ou seja, de uma forma objetiva, sem rodeios, com grande ânimo. Mas, não é só isso que Deus faz com esses "montes", o Sl 97:5 declara que ele derrete os montes como cera. Isso significa que Deus não apenas remove o mal da nossa presença, mas Ele o destrói para nunca mais voltar.


CONCLUSÃO


Quais são os "montes" que têm se levantado contra a tua vida? Saiba que sobre cada um deles Deus já te deu a vitória em Cristo Jesus.

22 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo